top of page

CAPSULÍDEO



Encapsulado, casulo estranho ao redor de mim, teu mundo.

Me deixa um pouco, um pouco fica, bagagem feita, a cena aflita.

Encapsulado, ser engolido, após a ressaca, só mais um comprimido.

Bombas, teu perfume que ainda insiste e nesse campo de guerra, fica.


Encapsulado, preso nessa camisa de força, tua lingerie que me veste.

Acorde heavy, e um galo canta, o que restou da transa indefinida.

Encapsulado, em gesso, esse coração só pulsa ouvindo o som do teu nome.

Ao santo das fechaduras rezo, de vez, pela queda da monstra porta de aço.


Encapsulado, o órgão - falo, de todo rijo, o gozo seco num velho WC sujo.


Capsulídeo, na tua bolsa me escondo... a bala que você chupa.



Dantas Sólo - 2018

Comments


bottom of page